sábado, 18 de fevereiro de 2012

Um adorável comunicado da polícia

Infelizmente é somente da polícia grega, e você não o verá na TV. Em um parágrafo ele diz ao governo, a quem se dirige:

"Se continuarem com sua política destrutiva, os avisamos que não nos permitiremos lutar contra nossos pais, filhos, e todos os cidadãos que protestam e creem em uma mudança política."

Como é grego, vamos traduzir. A polícia grega deu um exemplo de decência a todas as polícias do mundo, e se cumprir sua palavra, vai livrar a Grécia do domínio alemão, ou seja, das políticas econômicas liberais. As últimas restrições impostas aos gregos já indicavam o fracasso dessas políticas neocolonialistas, que baseiam sua propaganda no liberalismo.

Era visível que os gregos, mesmo contra a polícia, não aceitariam tais absurdos e acabariam derrubando o governo e o parlamento, reinstaurando a crise nos mercados financeiros, derrubando a cotação do euro. A declaração da polícia reforça essa tendencia. A única maneira de obrigar os gregos a aceitarem as últimas medidas econômicas seria uma extrema repressão policial.

Se os gregos escaparem das garras bancárias, servirão de exemplo para os italianos, espanhóis e portugueses, todos endividados. Configuraria uma verdadeira rebelião mediterrânica contra o poder do norte na União Européia e contra a doutrina econômica que encobre esse poder, o liberalismo.

Todas as circunstâncias pedem que a Alemanha ceda e que os próprios governos em risco de queda mudem de política, mas isso quase nunca acontece. Os atores políticos quase nunca têm autonomia nem flexibilidade para fazerem grandes recuos estratégicos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário