quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O capitalismo está com fome de guerra - a estratégia imperialista para a revolução árabe

O artigo cujo link está logo abaixo, publicado no Diário da Liberdade, da Galiza, em sua conclusão chega a uma verdade lastimável, que a revolução árabe, a partir de uma guerra na Síria, pode se transformar de uma grande guerra envolvendo toda a região e países distantes, e é exatamente disso que a economia capitalista precisa.

http://www.diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=22192:siria-nas-barricadas-da-luta-anti-imperialista&catid=317:contra-ataque&Itemid=21

O artigo tem informações muito mais corretas sobre a situação que o artigo que escrevi há alguns dias sobre a Síria. Sobre a relação entre o capitalismo e a guerra, já era compreendida por Marx. O capitalismo de vez em quando precisa destruir grande quantidade de forças produtivas, para reconstruí-las. Sem fazer isso a economia capitalista mergulha em uma profunda crise de super-produção.

A estratégia capitalista, infelizmente, é possível. Se uma guerra pode ser transformada em revolução, uma revolução pode ser transformada em guerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário