terça-feira, 10 de maio de 2011

Carta de Exoneração de André Luan Nunes Macedo do PCB e da UJC

Mais um camarada deixa o Partido Comunista soltando uma carta bomba. Esse ano já é o terceiro em Minas Gerais. Nesse caso, não tenho retoques a fazer diretamente ao texto, mas lamento profundamente que ao caminho de fazer o debate junto aos camaradas de todo o estado, esses dissidentes prefiram se retirar. Para onde vão? Vão criar um grupelho? Mais um? Enquanto se deve pensar em uma forma de aglutinar ao redor de uma estratégia, táticas e métodos revolucionários essas dezenas de grupinhos comunistas e anarquistas espalhados por ai, o que se faz é se retirar de um coletivo que na verdade já aglutina dezenas de grupos?

Que outro nome se pode dar para a fuga? Está marcada uma reunião da célula do PCB de São João del-Rei com cinco camaradas da direção estadual do PCB, sendo que um desses também é do Comitê Central, para esse final de semana próximo, dias 14 e 15 de Maio, e o camarada publica sua exoneração dias antes! Ora, por que não disse ou leu suas críticas nessa reunião? Por que sair antes? Parece muito com uma fuga !!!

Eis a carta no blog Autocrítica http://autocritica-ujc.blogspot.com/2011/05/carta-de-exoneracao-do-partido.html .
  

Um comentário:

Revistacidadesol disse...

Oi, camaradas.

Os camaradas saem e não deixam claras divergências ideológicas, o que é uma pena. se dissessem: estou saindo para organizar um foco de guerrilha na Amazônia, ou porque estou certo de que posso radicalizar o PC do B para o maoísmo de novo, tudo bem. Mas assim, realmente não dá para entender, principalmente estando de longe.

Abs!

Postar um comentário