quarta-feira, 6 de abril de 2011

Relato contra a BANDIDAGEM

Eis neste link abaixo um relato denso e profundo de Vinicius Tobias, estudante da comunicação social da UFSJ.

Vinicius foi, até um determinado momento, massa de manobra no ataque que o reitor fez ao DCE em 2010, um ataque à imagem e semelhança do que ocorre hoje.

E fala do porque que é um defensor e participante hoje do DCE UFSJ.

Vale a pena ler e comentar!

http://anotacoesburocraticas.blogspot.com

3 comentários:

Insurgente disse...

Muito legal mesmo, acho que esse é mesmo o espiríto daquilo que estamos defendendo: uma forma de organização que permita a todos os estudantes participar e debater livremente; uma organização que valorize quem acredita que as posições que temos dentro da sociedade deve ser debatido abertamente, livremente... E que temos que estar sempre abertos ao diálogo. Agora é importante defender esse modelo e não deixá-lo cair sobre o controle de oportunistas e políticos de carreira.

alex disse...

A questão é - Como um oportunista e um político de carreira podem se apossar de um conselho de entidades de base ??? Eles vão conseguir ganhar e manter a maioria dos CAs ??? Como?

Temos visto tentativas, em que se uniram, como agora estão unidos, vários oportunistas e políticos de carreira, com mandato e dinheiro, e mesmo assim não conseguem a maioria dos CAs.

Na verdade, como se nota, eles desistiram disso, e defendem a eleição direta, porque esse é o meio pelo qual os oportunistas e políticos de carreira mandam nesse país, incluindo duas centenas e DCEs e milhares de sindicatos.

Insurgente disse...

Pois é o que estou dizendo, é uma questão de organização. A própria concepção de organização é importante para nós. E essa é a forma de organização que permite a maior participação dos estudantes e o diálogo. É contra isso que está colocada a mudança do estatuto discutida no CONSU. Bem, nós sabemos quem está articulando essa alteração do estatuto, e eles não são inexeperientes, eles sabem o que estão fazendo, para nós, então, essa seria uma derrota, que depois pode continuar com uma proposta de mudar a própria organização do DCE... É neste sentido que estou falando e é contra esses oportunistas que precisamos defender nossa organização.

Postar um comentário