quarta-feira, 16 de março de 2011

Apoiadora de presidente da Câmara agride estudante durante sessão - vídeos


O presidente da Câmara, tucano e ligado à empresa de ônibus da cidade, é aliado do prefeito, do PMDB. Nesse dia, tinha perdido uma votação, pois se opusera a que a policlínica de Matosinhos ganhasse o nome de nosso saudoso Pedro Chavez e, talvez irritado, transmitiu sua irritação aos estudantes quando cortou a fala da vereadora Vera (PT), de forma desrespeitosa e anti-democrática, pois sob o argumento de que ela se desviara do assunto. Ora, quem é uma pessoa para julgar se outra está dentro ou fora de um assunto? Qual a diferença disso para censura?

O fato resultou em dois boletins de ocorrência, do estudante contra a agressora e, pasmem, da Câmara contra o estudante agredido. Será que votaram uma lei proibindo as pessoas de tomarem bolsadas ou deram queixa contra os berros do estudante? Ouvimos o berro: "Você não é dono da Câmara não, rapaz!". Onde está o crime? Chamar de "você" e "rapaz" será ofensa, ou o crime está em berrar que o presidente não é dono da Câmara?

É claro que a presença de gente na platéia desagrada certos vereadores, que já até expressaram isso. Nota-se que o presidente correu a encerrar a sessão e certamente usará esse fato, de uma agressão de uma eleitora sua contra estudantes, para tentar ficar livre de platéia, ou para proibir que a platéia se manifeste.

A ligação entre políticos ligados a empresas, ou seja, ao capital, capitalistas, de partidos como o tucano que são historicamente vendidos ao capital estrangeiro, e o autoritarismo é uma constante! Acusam sempre a nós, comunistas, de sermos anti-democráticos, mas são eles quem de fato não suportam nem mesmo que os adversários falem e se manifestem. Se dizem defensores da liberdade, mas não suportam nem a liberdade de expressão.

Detalhe, a vereadora Vera foi impedida de falar que não assinava os projetos que "passam" pela Comissão de Justiça e Constituição porque essa comissão na verdade não se reúne... Mas o mesmo presidente da casa não impediu outro vereador, esse de seu lado, de dizer o que se vê nesse outro vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário