terça-feira, 19 de outubro de 2010

Transformar o apoio eleitoral em apoio de fato

Somando os 1.600 votos nominais de nossos dois candidatos a deputados federais com os 5 mil e 500 votos de legenda, tivemos 7 mil votos em Minas Gerais com nossos poucos segundos na TV, pois praticamente não tivemos mais nenhuma outra propaganda. Isso corresponde mais ou menos ao votos de nosso candidato a governador, confirmando que são votos ideológicos, partidários. Os votos dos deputados estaduais foram ainda maiores e nosso candidato a senador teve mais de 21 mil votos, ou seja, o triplo dos demais candidatos, possivelmente devido à defesa do fim do Senado, que no entanto poderia ter sido mais explorada ainda. Mas calculemos por baixo, consideremos que o Partido Comunista tem o apoio eleitoral de 6 mil eleitores mineiros, mesmo estando na oposição ao governo Lula enquanto existem diversos agrupamentos comunistas na base de apoio desse governo.

Esses 6 mil estão espalhados pelas Minas Gerais, o que significa praticamente inacessíveis pessoalmente, ou seja, se quisermos fazer contatos entre essas pessoas e visitá-las com objetivo de construir o Partido demoraremos umas duas décadas! O único método que existe para fazer contato com tanta gente tão espalhada é o inventado por Lênin, e defendido no Que Fazer?, ou seja, é usar a imprensa. Já usamos a Internet, mas para esse trabalho precisamos de um jornal de papel. A diferença é que nossas páginas precisam ser procuradas na Internet, e muitos nem as encontram, e só as buscam pessoas que já estão interessadas em nossa política. O jornal de papel chega às pessoas às quais os direcionamos, muitas das quais nunca nos procurariam. Em outras palavras, a Internet facilitou nosso crescimento espontâneo, ou seja, as pessoas que já têm a tendência de serem do Partido Comunista têm hoje mais facilidade de nos conhecer, mas para um crescimento planejado, estimulado, por exemplo, para cidades estratégicas, empresas estratégicas etc., o jornal que pode ser entregue in loco é indispensável.

Entre nossos ao menos 6 mil apoiadores devem existir uns 600 dispostos a contribuir para existência de um jornal comunista que circule por todas as Minas Gerais. Se lerem esse artigo e quiserem colaborar, entrem em contato:

lombelloamaral@yahoo.com.br ou 32 9951 9437 contatos do secretário de agitação e propaganda em Minas, Alex.

Ou deixem recado aqui mesmo.

2 comentários:

PCB Ipatinga disse...

Fala o contato!

Guizo Vermelho disse...

Por vezes nos assombra como uma sacada do velho Lênin permanece atual.

A Net realmente facilita a busca de quem já procura: o panfleto, o papel chega a mãos e cabeças do povo que jamais teriam encontrado a mensagem de outra forma.

Aqui no Paraná, mesmo com dificuldades, editamos em ocasiões especiais o boletim "PerCeBer".

Um dia o PerCeBer terá uma edição regular.

Vamos acumulando forças!

Postar um comentário