sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Democracia liberal herdada da ditadura se desmascara no Chile

O Serviço Eleitoral do Chile informou no dia 29 de Janeiro que está colocando o Partido Comunista de Chile na ilegalidade, o que significa que os três deputados que elegeu não tomarão posse. A desculpa é uma lei que penaliza os partidos pobres, exigindo que o partido atinja 5% do votos nacionais para não ser extinto. Isso no Chile, onde milhares de comunistas foram assasssinados pela ditadura de Pinochet. Isso sob a Constituição outorgada por esse general macabro. Por outro lado, que confissão adorável! Confessam os herdeiros de Pinochet várias coisas ao mesmo tempo: Que a "democracia" herdada da ditadura é muito precária e insuficiênte; Que o PCC é uma organização valorosa, à qual temem; Que a Constituição, conforme reivindicam os comunistas, precisa ser refeita!

Nenhum comentário:

Postar um comentário